Freestyle de Ideias #03

Dqpx2Z1X4AAbL-i

O Reveillon dos Emo

Vocês já pararam pra pensar que o Dia das Bruxas é o último dia do décimo mês? Na prática, na prática, o Dia das Bruxas é a verdadeira virada do ano. Tanto o é que o recebemos com uma grande comemoração gótica, com doces, de preto e rímel. O Reveillon dos Emo.

Aí eu nasci. Um bruxo, protagonista dessa porra toda, o bebê enviado pelos céus para ser emo entre os humanos e feliz entre os espíritos.

A Ditadura da Felicidade

Uma mina certa vez reclamou de mim e dos meus amigos por implantarmos na empresa um sistema opressivo de ditadura da felicidade. Nele, as pessoas são obrigadas a serem felizes – chegarem na hora que quiserem, almoçarem com amigos, tomarem cerveja em dias aleatórios, irem obrigatoriamente para o bar nas sextas.

Ela queria o direito de não ser feliz quando quisesse, à maneira dela.

Conteúdo x Conteúdo

Pra mim parece bem claro que existem dois tipos de conteúdos a serem consumidos: o conteúdo instrutivo e o conteúdo de entretenimento. Todos os milhares de conteúdos se enquadram, ou nesses dois termos, ou em seus tênues tons de cinza.

O cinema foi inventado há mais ou menos 100 anos. Desde então, os maiores artistas da nossa época, a época que mais produziu conteúdo em toda a história, se expressaram imageticamente pelo cinema. Mesmo assim, as pessoas tem a insuportável tendência a só quererem assistir o último lançamento do Netflix.

Por melhor que seja o último lançamento do Netflix, ele raramente é algo a mais do que entretenimento. Um clássico italiano, por exemplo, é entretenimento também; mas além disso te torna um ser humano melhor, mais empático, te dá uma dose de cultura e vivência que você não teria de nenhuma outra forma.

Não tem problema nenhum assistir conteúdo por puro entretenimento. Todo mundo precisa esvaziar o cérebro às vezes. Mas não fechem os olhos para o que de melhor foi feito nos últimos anos! Existem filmes por aí que podem mudar a sua vida. Não gaste todo o seu tempo vendo um filme cujo roteiro foi feito a partir de algoritmos para te causar emoções e o diretor não assina a obra.

Um Poema Antigo

Quando errei,
E errei demais,
Aprendi e superei,
Esquecer, jamais.

Nem sempre fui o que sou
Nem poderia ter sido.
Fui muitas pessoas normais
Antes de ser esquisito.

Hoje mesmo eu já nem sei,
Fui tanto mudado e em tanto mudei!
Não mudar é o grande mistério.
É que estático me dá cansura!
Não me leve muito a sério,
Basta a mim essa loucura.

03.2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s