Tudo é Rio, 2014 (Carla Madeira)

Tudo é rio Carla Madeira

Quando Heráclito falou que ninguém se banha no mesmo rio duas vezes, ele vinha de um momento em que todos os filósofos se preocupavam em saber qual era a essência da existência humana. Após uma sequência de teorias, que diziam ser o fogo, o ar, a água, a natureza, Heráclito disse: é a mudança. A vida é mudança.

A primeira frase da sinopse de “Tudo É Rio” diz: “Algumas vezes as mudanças acontecem na marra”. Porque, em última análise, o livro trata de mudanças que, na marra, moldaram a vida das pessoas. De três pessoas: Venâncio, um homem ciumento; Lucy, uma puta; e Dalva, uma mulher com um coração enorme.

Sangue, sêmen e lágrimas.

A história começa com uma cena radical: Venâncio, ao ver a mulher amamentando o filho recém nascido, joga a criança na parede e espanca a mulher. Carla Madeira, estreante literária de Belo Horizonte, reconstrói cada pequena nuance psicológica que levaram os personagens até ali, e nos pega pela mão para passear pelos próximos passos deles também.

Personalidades fortes em choque, numa prosa rápida, agressiva e extremamente concisa. Para valorizar a literatura nacional, para valorizar as mulheres escritoras, e para valorizar as boas histórias – leiam este livro.

P.S.: Li um comentário que problematizava a forma como a prostituição é tratada, romantizada e sem levar em conta as dificuldades reais que essa classe sofre. Realmente isso acontece, e acho um ponto super pertinente. Não acho que deixe de valer a leitura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s